Programação
 › Algoritmo  › C/C++  › Java
Web
 › HTML/XHTML  › JavaScript  › PHP
Sistema Operacional
 › Comandos de DOS  › Windows  › Linux  › Mac/BSD
Office
 › Word / Writer  › Excel / Calc
Áreas do Site
 › Download  › Fórum  › Blog
Recomendamos
Computadores e Informática em Lisboa

Ubuntu

Ubuntu

Ubuntu é uma distribuição do sistema operacional Linux baseado na distribuição Debian, sendo uma das distribuições mais populares. É patrocinado pela Canonical Ltd (dirigida por Mark Shuttleworth).

O Ubuntu diferencia-se do Debian por ser lançado semestralmente, por disponibilizar suporte técnico nos dezoito meses seguintes ao lançamento de cada versão (em inglês) e pela filosofia em torno de sua concepção.

A proposta do Ubuntu é oferecer um sistema operacional que qualquer pessoa possa utilizar sem dificuldades, independentemente de nacionalidade, nível de conhecimento ou limitações físicas. A distribuição deve ser constituída totalmente de software gratuito e livre, além de isenta de qualquer taxa. Actualmente uma organização cuida para que cópias sejam remetidas em CDs para todo o mundo sem custos.

A Comunidade Ubuntu ajuda-se mutuamente, não havendo distinção de novatos ou veteranos; a informação deve ser compartilhada para que se possa ajudar quem quer que seja, independentemente do nível de dificuldade. Os fãs do Ubuntu são conhecidos como ubuntistas, ubunteiros ou ubunteros.

Durante vários meses a distribuição Ubuntu ficou em primeiro lugar no Distrowatch , página especializada em catalogar o desempenho e uso das muitas distros Linux.

Em 8 de julho de 2005, Mark Shuttleworth e a Canonical Ltd anunciaram a criação da Fundação Ubuntu e providenciaram um aporte inicial de dez milhões de dólares. A finalidade da fundação é garantir apoio e desenvolvimento a todas as versões posteriores à 5.10.

Denominação

O nome "Ubuntu" AFI: [u'buntu] deriva do conceito sul africano de mesmo nome , diretamente traduzido como "humanidade com os outros" ou "sou o que sou pelo que nós somos".

"Uma pessoa com Ubuntu está aberta e disponível aos outros, assegurada pelos outros, não sente intimidada que os outros sejam capazes e bons, para ele ou ela ter própria auto-confiança que vem do conhecimento que ele ou ela tem o seu próprio lugar no grande todo." -- Arcebispo Desmond Tutu em Nenhum Futuro Sem Perdão (No Future Without Forgiveness).

Esse nome busca passar a ideologia do projeto, baseada nas liberdades do software livre e no trabalho comunitário de desenvolvimento.

A distribuição é muito comumente chamada "Ubuntu Linux", porém, oficialmente a Canonical, desenvolvedora da distribuição, usa apenas o nome "Ubuntu" como referência, uma vez que a distribuição ao ser portada para outros kernels livres para além do Linux recebe outros nomes (por exemplo, o Ubuntu implementado sobre o OpenSolaris recebe o nome de "Nexenta") - ao contrário do Debian, por exemplo, que recebe este nome independentemente do kernel usado. Assim, quando se diz "Ubuntu" já se subentende que é Linux.

Características

  • Novas versões do Ubuntu são lançadas com um intervalo aproximado de um mês após os lançamentos do GNOME.
  • Um dos focos principais é a usabilidade, incluindo o uso da ferramenta sudo para tarefas administrativas (similar ao Mac OS X) procurando oferecer uma gama de recursos completa a partir de uma instalação padrão.
  • Acessibilidade e internacionalização, permitindo a utilização do sistema pelo maior número de pessoas possível. A partir da versão 5.04, a codificação de caracteres padrão é o UTF-8 (permitindo a utilização de caracteres não utilizados no alfabeto latino). O projeto visa também a oferecer suporte-técnico nos idiomas de seus usuários.
  • Além das ferramentas de sistema padrão e outros aplicativos menores, o Ubuntu é oferecido com diversos programas pré instalados que atendem às funcionalidades básicas, entre os quais estão a suite de aplicativos OpenOffice.org, o navegador de internet Firefox e editor de imagens GIMP. Programas para visualizar conteúdos multimídia, clientes de email e jogos simples completam a distribuição básica.
  • O Ubuntu possui uma forte ligação com a comunidade Debian, contribuindo direta ou indiretamente com qualquer modificação nos códigos fonte, ao invés de apenas anunciar essas mudanças em uma data posterior. Muitos programadores do Ubuntu mantêm pacotes chave do próprio Debian.
  • Todas as versões do Ubuntu são disponibilizadas sem custo algum. Cópias em CD do Ubuntu são enviadas gratuitamente para quem as solicitar, e estão disponíveis para cópia na internet.
  • O visual padrão até a versão 5.10 caracteriza-se pela utilização de tons de marrom (ocre em Portugal), a partir da versão 6.06 (Dapper Drake), no entanto, passou-se a usar um padrão de cores mais próximo do laranja.
  • A gestão de instalação de software é realizada pelo APT e pelo Synaptic.
  • O Ubuntu cabe em um único CD e é oferecido como um Live CD que pode ser utilizado para uma instalação permanente. O Live CD é utilizado por muitos usuários a fim de testar a compatibilidade de hardware antes de instalar o sistema.

Live CD/DVD personalizado

O programa remastersys permite a qualquer um facilmente (em modo gráfico) criar um Live CD/DVD personalizado, com os programas e opções que o utilizador desejar, a partir de uma instalação existente do Ubuntu. Também existem os programas reconstructor e Ubuntu Customization Kit com um propósito semelhante.

CD's grátis do Ubuntu podem ser pedidos pelo sistema ShipIt (em inglês)

Lançamentos

Uma nova versão do Ubuntu é lançada semestralmente, e cada lançamento tem um nome de código e um número de versão. O número de versão é baseado no ano e no mês de lançamento. Por exemplo o Ubuntu 4.10 foi lançado em Outubro de 2004, na data: mês 10, ano 2004. Abaixo está uma lista dos lançamentos anteriores e os lançamentos planejados.

Versão Data de lançamento Codinome Suportado até
PCs Servidores
4.10 20 de outubro de 2004 Warty Warthog 30 de abril de 2006
5.04 8 de abril de 2005 Hoary Hedgehog 31 de outubro de 2006
5.10 13 de outubro de 2005 Breezy Badger 13 de abril de 2007
6.06 LTS 1º de junho de 2006 Dapper Drake Junho de 2009 Junho de 2011
6.10 26 de outubro de 2006 Edgy Eft 25 de abril de 2008
7.04 19 de abril de 2007 Feisty Fawn 19 de outubro de 2008
7.10 18 de outubro de 2007 Gutsy Gibbon 18 de abril de 2009
8.04 LTS 24 de abril de 2008 Hardy Heron Abril de 2011 Abril de 2013
8.10 30 de Outubro de 2008 Intrepid Ibex Abril de 2010
9.04 23 de Abril de 2009 Jaunty Jackalope Outubro de 2010
9.10 Outubro de 2009 Karmic Koala Abril de 2011

Qualquer uma das versões ocupa apenas um CD, o que torna esta distribuição Linux muito fácil de copiar. A atualização e instalação de mais programas poderá ser realizada via ligação internet, num processo fácil e em ambiente gráfico.

Para quem pretende experimentar o Ubuntu Linux sem o instalar no disco rígido, o sistema funciona em um Live CD diretamente do CD, sem necessidade de ser instalado. Pode-se instalá-lo a partir de um pen drive também. Estes modos são mais lentos e destinam-se essencialmente a proporcionar um primeiro contato com o Linux, seus programas incluídos e saber quais programas podem ser eventualmente instalados; além de ser útil para manutenção de hardware. A partir da versão 6.06, este disco pode ser utilizado para se instalar definitivamente no computador.

Existe também a possibilidade de ser solicitada gratuitamente, uma versão via CD, caso o usuário não tenha como obtê-la via Internet, bastando um rápido cadastro na página de solicitação para fazer o pedido.

Projetos derivados

Além da distribuição principal, algumas distribuições derivadas do Ubuntu são oficialmente reconhecidas:

  • Edubuntu, uma distribuição desenvolvida para o uso em escolas.
  • Kubuntu, versão do Ubuntu que utiliza o ambiente gráfico livre KDE.
  • Xubuntu, Ubuntu para computadores menos potentes, utilizando o ambiente gráfico Xfce.
  • Gobuntu, Ubuntu somente com software livre, utilizando o ambiente gráfico GNOME.
  • Fluxbuntu, Ubuntu somente com software livre, utilizando o ambiente gráfico FluxBox.
  • Ubuntu Studio, para edição e criação de conteúdos multimédia.

Além desses, Mark Shuttleworth aprovou a criação de uma distribuição que usa exclusivamente software livre aprovado pela FSF, a gNewSense .

Estes projetos estão ligados oficialmente ao Ubuntu, com lançamentos simultâneos e compatibilidade de pacotes, obtidos dos mesmos repositórios oficiais.

Espalhou-se o boato que o Google estava desenvolvendo um derivado do Ubuntu chamado Goobuntu, e que iria vendê-lo. A empresa confirmou a criação dessa versão modificada, mas deixou claro que não tem planos para distribuí-la fora da companhia.

Em Maio de 2007, Mark Shuttleworth anunciou que a Canonical iria dar início ao desenvolvimento do projecto "Ubuntu Mobile & Embedded Initiative" em parceria com a Intel . Este sistema é uma versão do Ubuntu destinada a equipar telemóveis e outros gadgets.

Adesão internacional ao Ubuntu

Além de há vários meses se encontrar em primeiro lugar numa lista do site DistroWatch, o Ubuntu contou ainda durante o primeiro semestre de 2007 com situações de migração ou adopção por parte de organizações e entidades de renome. O fabricante internacional de equipamento informático Dell que adoptou, em Maio, o Ubuntu como a distribuição Linux seleccionada para equipar os seus computadores desktop e notebook destinados aos usuários finais ; e o anterior anúncio, em Março, por parte do Parlamento francês de que em Junho de 2007 daria início à migração de toda a sua rede informática (máquinas clientes e servidores, num total de cerca de 1.154 máquinas) para o Ubuntu, com ênfase no uso da suite OpenOffice e do browser Firefox por parte dos utilizadores do Parlamento (577 Deputados). Segundo estimativas o Ubuntu, em abril de 2009, já possuiria mais de 100 milhões de usuários.

Inovações na versão 9.04

  • Novo sistema de notificações;
  • Inclusão de Novos temas: Dust, Dust Sand e New Wave;
  • Gnome 2.26.1;
  • Inicialização mais rápida, aproximadamente 25 Segs.;
  • Kernel 2.6.28;
  • Sistema de arquivos EXT4 (Ainda não é padrão);
  • Novos aplicativos;
  • Novo tema GDM.

GNU Free Documentation License
Este é um artigo adaptado que pertence ao site Wikipédia
e está sob licença GNU Free Documentation License.
Para vê-lo na íntegra, acesse:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ubuntu

Veja também:

Faça o download da versão em PDF Indique nosso site Gostou?
Indique nosso site!
Este artigo foi
lido 10135 vezes
Bookmark e Compartilhe

Páginas Relacionadas

Enquete
O Google Chrome OS irá desbancar o Microsoft Windows 7?
» ProgramaçãoAlgorítmo | C/C++ | Java

» WebHTML/XHTML | JavaScript | PHP

» Sistema OperacionalComandos de DOS | Windows | Linux | Mac/BSD

» OfficeWord/Wirter | Excel/Calc

» Áreas do SiteDownloads | Fórum | Blog