Programação
 › Algoritmo  › C/C++  › Java
Web
 › HTML/XHTML  › JavaScript  › PHP
Sistema Operacional
 › Comandos de DOS  › Windows  › Linux  › Mac/BSD
Office
 › Word / Writer  › Excel / Calc
Áreas do Site
 › Download  › Fórum  › Blog
Recomendamos
Computadores e Informática em Lisboa

Sabayon

Linux Sabayon

Sabayon Linux ou SabayonLinux, antigamente conhecido como RR4 Linux/RR64 Linux, é uma distribuição linux baseada no Gentoo, foi criada por Fabio Erculiani, e produzida em Trentino, Itália. Em abril de 2008 a fundação NLnet anunciou oferecer suporte financeiro à distribuição. No dia 12 de junho de 2008, a Sabayon anunciou sua parceria com as Comunicações Netcraft.

Núcleo

Sabayon utiliza o sistema Portage do Gentoo para o gerenciamento de pacotes, e todas as atualizações e características base estão em sincronia com a árvore portage do gentoo entre outros.

Logo, usuários podem seguir todos os guias e artigos escritos com enfoque em usuários do Gentoo, mas "atualizações globais" são desencorajadas, pelo menos para iniciantes ou para aqueles sem experiência com o Gentoo, uma vez que a estrutura no Sabayon é um pouco diferenciada e maior exigindo um método próprio de execução.

Guias foram escritos pelos desenvolvedores do Sabayon sobre como realizar uma atualização global e ou uma recompilação de todos os pacotes.

Ambos, Sabayon e Gentoo, permitem aos usuários instalar o sistema base utilizando Código fonte, Ebuilds, Overlays ou Subversion (SVN). e mais recentemente Git.

Isso torna o sistema 100 % compatível com Gentoo, um Gentoo aperfeiçoado.

Sabayon usa os componente de núcleo, Kernel do Gentoo, incluindo o OpenRC e o baselayout2. Outras ferramentas de configuração do Gentoo, como os comandos eselect e etc-update, são completamente funcionais.

Mas o Sabayon também inclui um outro gerenciador de pacotes binário e tem muitos mais pacotes instalados do que o Gentoo, tanto na plataforma x86 como na x86-64.

O outro Instalador de Pacotes, chamado "Entropy", visa uma abordagem diferente para o gerenciamento dos pacotes. Por exemplo, um comando, "equo" elimina a necessidade de compilar aplicações já compiladas pela Sabayon. O comando "equo" se baseia no comando "emerge" nativo do sistema Portage, mais especificamente no comando "equo install aplicativo x" no lugar de "emerge aplicativo x", busca e instala esse pacote, baixado já pre-compilado, dos repositórios Sabayon. Equo incorpora funcionalidades já presentes no Portage, como a "BINHOST" e um número de opções para o emerge.

Uma grande vantagem esperada é no gerenciamento de dependências, diretas e indiretas, tornando as remoções completas um processo mais simples e seguro para o Sabayon, e por sua compatibilidade, bem que poderia ser aplicado ao Gentoo.

Instalação

Como muitas outras distribuições populares, Sabayon Linux é distribuído como uma Live Distro com meios para ser instalada no disco rígido. O Instalador Anaconda é usado atualmente para o processo de instalação do Sabayon, apesar do instalador usado nos passos iniciais, ter sido o instalador Gentoo Linux. Com este novo instalador todo o processo de instalação é pensado para ser simples. O ideal é que se tornou muito mais simples do que uma típica instalação do Gentoo, que exige um conhecimento mais extensivo sobre o sistema operativo.

Previsões sobre o tempo do processo de instalação estão misturadas. Alguns usuários reportam uma meia-hora simples de instalação, enquanto outros reportam horas de processamento intensivo. Isto é muito subjetivo a um enorme conjunto de fatores como capacidades envolvendo hardware e configurações personalizadas durante a instalação.

Características

Uma opção denominada "Entropy" incorpora o gerenciamento de pacotes binários através de uma GUI chamada "Sulfur" ou através do comando "equo" na distribuição. Muitos binários já foram disponibilizados e o comando "equo" para interoperabilidade com o Entropy está bastante desenvolvido . Atualmente AIGLX, XGL, e Compiz se encontram nos discos de instalação e podem ser ativados no painel de boot do Isolinux. Para aqueles que desejarem uma instalação mais rápida do que a versão completa (4.0 r1, 4,5 Giga) há duas novas versões modificadas 4.1 com KDE 4 ou com GNOME (2,0 Giga), voltadas para multimídia e já contendo Codec de áudio e outros codec

Sabayon Linux também está disponível com os ambientes de trabalho KDE, Xfce e GNOME, e também com o Fluxbox, mas podem ser instalados LXDE, Compiz-Fusion, Compiz, E17, WindowMaker, Openbox, Blackbox, IceWM etc...

Versões

As antigas versões como 3.3.3, 3.4F, 3.5, 3.5.1, todas as mini-edições, a Lite MCE etc... não são mais suportadas e são completamente obsoletas. As atuais versões são as 4.0 revisada (4.0 r1) e as novas versões voltadas para multimídia, as 4.2 KDE e GNOME.

Histórico

Versão Lançamento Notas
Standard miniEdition Pod
3.0 14 de Setembro de 2006 26 de Setembro de 2006    
3.1 10 de Outubro de 2006 9 de Outubro de 2006    
3.2 27 de Novembro de 2006 11 de Dezembro de 2006    
3.3 16 de Março de 2007      
3.4 24 de Julho de 2007 23 de Setembro de 2007   Possui revisões E e F
3.5 1 de Julho de 2008   11 de Julho de 2008 Primeira versão Pod
4.0 25 de Dezembro de 2008      
4.0r1 31 de Dezembro de 2008      
4.0 MCE Lite 20 de Janeiro de 2008      
4.1 G/K 13 de Abril de 2009      
4.2 G/K 6 de Julho de 2009      

Sofisticações

Sabayon Linux é um sistema operacional GNU/Linux baseado na distribuição Gentoo. O Sabayon é uma distro de origem italiana. Sendo muito sofisticada gráficamente, até artística, está entre as distros mais bonitas do mundo

Extremamente completo, contém todas as interfaces gráficas (veja:Gerenciador de janela) usuais, planas ou em 3D: GNOME, IceWM, Window Maker, KDE, XFCE, LXDE , Fluxbox, OpenBox, BlackBox, Emerald, Metacity, Metisse , Beryl, Compiz Fusion. Enlightenment 17, entre outros.

O instalador é o Anaconda Anaconda (desambiguação) (originalmente desenvolvido para o Mandriva, o Red Hat e o Fedora , mas hoje usado por muitas outras distribuições GNU-Linux).

A utilização do Anaconda modificando o instalador Gentoo, confere versatilidade e maior facilidade de instalação.

A principal característica diferenciada do Sabayon é reunir em um só Linux, toda a facilidade de uso das distros baseadas no Debian ou Red Hat (que usam binários préviamente compilados), com o poder de compilação, a otimização para um hardware específico e a rapidez do Gentoo Linux.

Embora possa instalar os binários (com Entropy, equo, Sulfur), mas altamente otimizados para a plataforma, com o comando emerge e o gerenciador de pacotes Portage (interfaces gráficas amigáveis: Portato, Kuroo , Porthole, Himerge etc...), o Sabayon, como o próprio Gentoo, também pode atualizar a partir dos pacotes-fonte, usando os mesmos Ebuilds e Overlays do Gentoo e compilando-os, otimizados, no micro do usuário.

Por esses motivos,contráriamente ao pensamento corrente entre alguns Usuários de outros sistemas Linux, o Sabayon não deve ser considerada uma Distro binária derivada do Gentoo, pois como usa os próprios repositórios, SLOTS, e pacotes do Gentoo, baixa seus Ebuilds e Código fonte, e os compila,

É portanto, mais a considerar-se como uma modificação do próprio Gentoo, um Gentoo com compilação automática.

A partir da versão 3.5, o Sabayon conta ainda com um outro tipo de instalador, o Entropy, que utiliza binários que foram compilados préviamente a partir dos Fontes do Gentoo, pelos próprios desenvolvedores do Sabayon. Como são binários tipo Gentoo, são otimizados e são compatíveis com o Gentoo.

O Entropy é um instalador chamado "inteligente", que não mistura os menus e as telas dos diversos ambientes gráficos do Sabayon e funciona junto com Portage.

O usuário pode utilizar qualquer um dos dois instaladores ou ambos.

O Sabayon também possui um sofisticado sistema de reconhecimento automático do hardware e configura a aceleração de vídeo automáticamente, facilitando grandemente a execução de Desktops e Gerenciador de janela 3D, como Beryl, Compiz Fusion, Compiz. Metisse ou Cairo-Dock .

Também usa um dos melhores Centros de Multimídia , o XBMC , muito útil para ver Vídeos, tocar CDs, MP3 ouvir Web rádio etc...
Essas características tornam o Sabayon bonito, amigável para o usuário iniciante mas também poderoso, estável e customizável para o usuário avançado,o programador ou mesmo para o utilizador costumaz de Gentoo, que deseja uma alternativa mais fácil de instalar e manter rápidamente, do que o próprio Gentoo.

A cada versão lançada, o Sabayon amadurece e se torna mais estável, bonito e fácil de instalar e usar (mesmo assim, poderoso e profissional para o utilizador avançado), merecendo um lugar de destaque entre as mais importantes Distros Linux do Mundo.

Atualmente é o 10º Linux mais acessado na Distrowatch.

As últimas versões oficiais foram as 4.2 para GNOME e KDE que foram lançadas em 06 de Julho de 2009 (derivadas inicialmente da "4.0, Ramo 4").

GNU Free Documentation License
Este é um artigo adaptado que pertence ao site Wikipédia
e está sob licença GNU Free Documentation License.
Para vê-lo na íntegra, acesse:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sabayon_Linux

Veja também:

Faça o download da versão em PDF Indique nosso site Gostou?
Indique nosso site!
Este artigo foi
lido 2539 vezes
Bookmark e Compartilhe

Páginas Relacionadas

Enquete
O Google Chrome OS irá desbancar o Microsoft Windows 7?
» ProgramaçãoAlgorítmo | C/C++ | Java

» WebHTML/XHTML | JavaScript | PHP

» Sistema OperacionalComandos de DOS | Windows | Linux | Mac/BSD

» OfficeWord/Wirter | Excel/Calc

» Áreas do SiteDownloads | Fórum | Blog