Programação
 › Algoritmo  › C/C++  › Java
Web
 › HTML/XHTML  › JavaScript  › PHP
Sistema Operacional
 › Comandos de DOS  › Windows  › Linux  › Mac/BSD
Office
 › Word / Writer  › Excel / Calc
Áreas do Site
 › Download  › Fórum  › Blog
Recomendamos
Computadores e Informática em Lisboa
TI Expert » Programação » C/C++ » Vetores Unidimensionais

Vetores Unidimensionais

Vetores, também conhecidos como arrays, são variáveis que servem para guardar vários valores do mesmo tipo de forma uniforme na memória. Por exemplo, se tivemos que criar 20 variáveis do mesmo tipo que querem dizer a mesma coisa, nós não criaríamos -> int x1, x2, x3, x4, x5, ... ao invés disso, criaríamos apenas uma variável de vetor para guardar todos os 20 números de uma vez. Exato, simples desse jeito.

Como um vetor pode guardar vários valores temos que definir quantos valores ele deve guardar para que seja reservado o espaço necessário em memória. Então, definimos a declaração de um vetor da seguinte maneira:

  • Primeiro o tipo de dado: int, float, double, ...
  • Segundo o nome da variável: usando as mesmas convenções de uma variável comum. (array, vetor, variavelDeNumeros, ...)
  • E por fim, o tamanho necessário do vetor escrito entre colchetes: [5], [10], [3]...

Veja:

TIPO DE DADO NOME DA VARIÁVEL TAMANHO DA VARIÁVEL
int array [20]

Agora que sabemos como criar uma variável de vetor, veremos como ela funciona exatamente.

Todo vetor é um espaço linear na memória dividido de acordo com o tamanho que declaramos. Portanto, se declaramos -> int array [4], na memória é representado da seguinte forma:

Exemplo de um vetor na memória

Uma única variável com 4 espaços nos quais podem ser guardados números inteiros.

Agora, para acessarmos um local específico dessa memória devemos indicar entre colchetes a posição desejada no vetor que chamamos de index. O importante mesmo é saber que não importa o tamanho do vetor, o index (número que indica a posição) sempre começa em 0. Portanto, um vetor de tamanho 20 vai da posição 0 a 19, um vetor de tamanho 180 vai da posição 0 a 179, um vetor de tamanho 4 vai da posição 0 a 3.

posições (index) dos espaços de memória em um vetor

Agora, se quisermos atribuir os valores 540 na posição 1 e 8456 na posição 3 faríamos: array [1]=540; array [3]=8456.

Valores sendo atribuídos as posições 1 e 3 do vetor

Não podemos nunca nos esquecer que o limite do vetor é sempre seu tamanho menos 1. Usando o exemplo: vetor de tamanho 4, posição máxima é 3 (pois 4-1=3). Então, se atribuirmos um valor a posição 4 ocorrerá um erro. Resumidamente, jamais poderíamos fazer array [4]=200.

Valor 200 sendo atribuído a uma posição inexistente no vetor

Vejamos um pequeno código.

#include <iostream>
#include <cstdlib>
using namespace std;

int main (void){
    int i, vetor [5];
    for (i=0; i<=4; i++){
        cout <<"Digite o "<<i+1<<"o. numero: ";
        cin >> vetor[i];
        cin.ignore();
        system ("cls");
    }
    for (i=0; i<=4; i++){
        cout<<"Posicao "<<i<<" do vetor (vetor ["<<i<<"]) e "<<vetor[i]<<endl;
    }
    system ("pause");
    return EXIT_SUCCESS;
} 

No código acima criamos um vetor de tamanho 5 e usamos uma iteração (repetição / loop) para preencher todos os espaços do vetor e então outra iteração para mostrar todos os valores guardados. Para mudarmos as posições do vetor usamos uma variável chamada i.

Creative Commons License
Autor: Denys William Xavier
Este artigo está sob Licença Creative Commons.

Faça o download da versão em PDF Indique nosso site Gostou?
Indique nosso site!
Este artigo foi
lido 128736 vezes
Bookmark e Compartilhe

Páginas Relacionadas

Enquete
O Google Chrome OS irá desbancar o Microsoft Windows 7?
» ProgramaçãoAlgorítmo | C/C++ | Java

» WebHTML/XHTML | JavaScript | PHP

» Sistema OperacionalComandos de DOS | Windows | Linux | Mac/BSD

» OfficeWord/Wirter | Excel/Calc

» Áreas do SiteDownloads | Fórum | Blog